"MT não pode voltar ao passado; tem que seguir em frente" - Mutum Notícias de Mato Grosso

"MT não pode voltar ao passado; tem que seguir em frente"

Redação Midia News - 06/08/2018 08h00 - Atualizado em 06/08/2018 08h00

O governador Pedro Taques afirmou, na manhã deste domingo (5), momentos antes da convenção tucana, que Mato Grosso não vai voltar ao passado a partir de 2019, quando tem início a próxima gestão.

"Mato Grosso não pode voltar, tem que seguir em frente", afirmou o governador. "Mato Grosso não vai voltar ao passado".

A declaração dá a indicação de que o discurso do governador pretende ser de ataque à aliança de seu principal adversário, Mauro Mendes (DEM), que se juntou ao MDB, que governou Mato Grosso com Silval Barbosa até 2014.

O governador concorre à reeleição tendo como vice em sua chapa o ex-presidente da Famato Rui Prado (PSDB), e o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e a ex-juíza Selma Arruda como postulantes ao Senado.

A convenção do PSDB acontece no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá.

Com a convenção marcada para as 9 horas, Taques chegou ao Hotel Fazenda por volta das 11h, na companhia de Selma e Leitão.

Também estavam com o governador sua mãe Eda Gonçalves e a namorada Marina Marchio.

"Chapa definida graças a Deus... Graças a Deus estamos aqui com nosso vice o Rui Prado, o senador Nilson leitão, a senadora Selma Arruda. O que demonstra que Mato Grosso vai seguir em frente. Para mim é uma honra ter a militância conosco nessa caminhada", afirmou.

"Eu quero mais uma vez agradecer o Rui Prado por aceitar e também quero cumprimentar a senadora Selma e o Nilson Leitão, que são os dois melhores candidatos para que Mato Grosso possa ser representadono Senado", concluiu.