Laudo aponta que motorista de carreta embriagado causou acidente que matou família na BR-163

Olhar Direto - 05/04/2018 09h28 - Atualizado em 05/04/2018 09h28

Laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) apontou que o acidente que matou um casal e uma criança de três anos, na BR-163, em Sorriso (a 418 km de Cuiabá), foi provocado pelo motorista da carreta, que estava embriagado. Lucas Buffon, 29 anos, e Poliana de Lara Martins Pinto, 24 anos, morreram no mesmo dia, já a filha do casal Maria Eliza, de 4 anos, morreu nesta segunda-feira (02).

Segundo laudo publicado no site Portal Sorriso, os indícios apontam que o condutor da carreta Volvo FH 460 bordô, placa de Cubatão (SP), invadiu a pista contrária. Ao que tudo indica, Lucas Buffon, que conduzia o Ford Ka cinza, tentou desviar, mas teve o seu carro atingido quando estava no acostamento, do lado direito da pista.

Inicialmente, a informação era que o veículo de passeio seguia sentido norte e colidiu de frente com a carreta que seguia no sentido contrário.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), após a colisão, o caminhoneiro, que saiu ileso, foi submetido ao bafômetro e foi apontada a quantidade de 0,61 ml de álcool expelido pelo ar dos pulmões, sendo que o limite permitido pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é 0,34.

Segundo a concessionária Rota do Oeste, que administra a via, o atendimento foi solicitado às 13h49. O acidente envolvia um Ford Ka, com placa de Guaraniaçu (PR), e uma carreta Volvo FH 460 bordô, placa de Cubatão (SP). A colisão aconteceu em frente a um armazém da região.

Foram encaminhadas duas ambulâncias para socorrer as vítimas. O Corpo de Bombeiros também atuou no resgate. As crianças foram atendidas por duas unidades de resgate da Rota do Oeste, e posteriormente levadas para o Hospital Regional de Sorriso. Devido ao grava estado de saúde, ambas tiveram que ser transferidas ao PSM de Cuiabá. Lucas teve a morte constatada no local, já Poliana veio a óbito no caminho.

A família é do Paraná, mas passava férias na casa de parentes, em Mato Grosso.