Título

Subtítulo

Edinaldo - 02/04/2018 09h08 - Atualizado em 02/04/2018 09h08

Todas as vítimas estavam no carro de passeio, segundo a concessionária que administra a rodovia (Foto: PRF/Divulgação) Todas as vítimas estavam no carro de passeio, segundo a concessionária que administra a rodovia (Foto: PRF/Divulgação)

Quatro mortes foram registradas nas rodovias federais que cortam Mato Grosso, no feriadão prolongado, entre à meia-noite de quinta-feira (29) e domingo de Páscoa (1º). No ano passado, nesse mesmo período, houve uma morte por acidente no estado, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Nos dias de feriado prolongado, a PRF realizou a Operação Semana Santa. Conforme a instituição, nos quatro dias de operação foram desenvolvidas ações para conter os acidentes relacionados ao excesso de velocidade, à alcoolemia ao volante, ao uso inadequado do cinto de segurança e às ultrapassagens indevidas, que são as principais causas de acidentes com óbito em todo Brasil. No entanto, apesar de mais mortes, o número de acidentes foi semelhante ao mesmo período do ano passado. Foram 33 acidentes neste ano e o mesmo número de feridos em decorrência do acidente. No ano passado, foram 34 acidentes.

Por infrações de trânsito, a PRF aplicou 1.242 autos de infração. Em 2017, o número foi maior, 1.563 infrações.

Foram registrados 1.192 flagrantes de excesso de velocidade nas rodovias do estado. Além disso, 94 motoristas foram autuados por ultrapassagem em locais proibidos.

Embriaguez ao volante As equipes PRFs abordaram 32 motoristas que assumiram o volante após o consumo de álcool, sendo que 27 deles foram submetidos ao teste do bafômetro e 12 encaminhados para a Polícia Civil após o aparelho apontar uma concentração de álcool igual ou superior a 0.34 mg/l, crime de trânsito conforme o CTB.

Três pessoas se recusaram a fazer o teste, o que também gera multa nos casos em que estejam visíveis sinais de embriaguez. No total, foram realizados 1.188 testes do etilômetro. Na Operação 2017, foram registrados 54 flagras de alcoolemia e 12 pessoas foram detidas.

No total, 33 pessoas foram detidas por crimes diversos, entre os quais crime ambiental, alcoolemia, porte ilegal de arma e adulteração de sinais identificadores do veículo.